deu ruim?

Screen Shot 2015-11-01 at 7.28.27 PM

foi curto
foi intenso
foi gostoso
(e como gostar é gostoso!)
foi incrível
foi rápido
(mas durou uma eternidade – agora te entendo, Vinícius)
foi genial
foi HONESTO
(e isso não tem preço)

poderia ter sido mais?
poderia ter sido melhor?
poderia ter durado mais?
sim, claro que poderia tudo isso
mas não vou lamentar pelo que poderia
e sim ficar com esse gosto bom na boca
esse gosto de felicidade

então, respondendo à pergunta do título do post: não, definitivamente não deu ruim, deu foi bom DEMAIS!

A imagem que ilustra esse post acho que tem tudo a ver com a nossa breve história, estamos nos gaps, nas nuvens que cobriram a Lua eclipsada. Nós vimos a beleza, sentimos nossas almas bem pertinho (e olha que eu nem acredito nisso de alma) e passamos, juntos, essa noite incrível do eclipse, eu e a minha estrela favorita. E valeu MUITO a pena!

um mês

Hoje, 20 de outubro de 2015 faz um mês que começamos a conversar
Exatamente há um mês a minha vida começou a mudar para melhor

Não que já não fosse boa, mas ganhou um brilho especial
Com seu jeitinho agridoce
Seu sorriso lindo, de dentes perfeitos (adoro os dentes)
Sua braveza e objetividade
Seu carinho e cuidado
Sua sagacidade de pensamento e argumentação
Sua necessidade de colo
Suas bochechas (LINDAS LINDAS, não me mata por isso)
Sua filhotas MARAVILHOSAS (que também ganharam meu coração)

Eu acho que poderia listar uma característica que eu adoro nela por cada um dos 43.200 minutos que nos conhecemos
E foi assim que ela veio, nada de mansinho
Fez uma entrada triunfal na minha vida, como não podia deixar de ser
E deixou tudo com um brilho a mais
O brilho da minha estrela preferida

Parabéns (para mim) por ter essa pessoa TÃO incrível por perto!

ela e as estrelas

é oficial: estou apaixonado.
e como qualquer ser apaixonado, fico bobo
só que eu já sou bobo, então, me aguentem!

hoje ela disse que gosta de estrelas
vi estrelas brilhando em seus olhos
vi, no meio da madrugada, um céu lindo
sem Lua, só as estrelas, de presente pra ela
e ela, cada vez mais presente

estrelas_renata

vi até um meteoro, cortando o céu pertinho de Órion
nada como paixão, estrelas e estrela-cadente
para tentar fazer jus ao brilho dos olhos dela
hoje ela me disse que gosta de estrelas

hoje eu vi nela meu céu estrelado

meteoro
o meteoro, tímido e apressado não quis deixar seu rastro evidente na foto, mas no céu foi lindo e brilhante, e me deixou feito bobo (apaixonado) com um sorriso na boca e uma lágrima nos olhos.

 

 

presentes

Esse ano, além de todo o carinho das mensagens no facebook, além de conseguir finalmente passar meu aniversário ao lado de amigos queridos, inclusive com direito a bolo surpresa (jamais vou conseguir agradecer à todos, foi mágico!), ganhei mais 2 presentes de duas GRANDES amigas, que fizeram e fazem parte da minha vida em todos os momentos.

Pincei um trechinho do email fantástico da Gabi Serio:

Quero que você pare um pouco, respire e veja tudo o que você já conquistou até hoje. Por um momento, ao invés de ficar vendo o que ainda falta, veja quantos sonhos já se realizaram, quantos sorrisos você já deu, quantas fotos você já tirou…E pense que tudo isso é só o começo. Que coisas inacreditáveis ainda vão acontecer. Assim como o céu é imprevisível nas suas maravilhas, nossa vida também pode ser!!! ”

E até com essa trilha sonora que não podia ser melhor:

E ainda ganhei da Izabela Tokarski um cartão que me encheu os olhos:

Atenção para o layout, seguindo o “guideline” da marca!

MUITO, MUITO OBRIGADO a todos os amigos que longe ou perto estão sempre aqui dentro!

Felicidade

A verdadeira felicidade é quando temos uma Síndrome de Estocolmo correspondida.

Só quando amamos o que (e quem) nos prende, amamos verdadeiramente as coisas das quais não conseguimos escapar que conseguimos ser felizes. E tem que ser correspondido, pois invariavelmente somos captores de alguém em algum sentido e, por isso, também precisamos ser amados.