redução da velocidade média do raciocínio

UPDATE: Aqui uma opinião séria e com argumentos bem formados do jornalista e instrutor Tite Simões sobre a redução da velocidade máxima nas marginais

 

Acabei de ver esse vídeo lá naquela rede social toda azul e achei por bem tirar um pouco a poeira desse abandonado blog:

 

Tem algo estranho com a linha de pensamento dessa moça vamos lá:

Primeiro ela começa dizendo que apesar da redução da velocidade que já teve os acidentes continuam aumentando e depois ela rebate sua própria afirmação, dizendo que o número de acidentes aumenta pois tem mais carros na rua. Mas calma lá! Estamos falando de números absolutos? Porque o que ela disse só faria algum sentido se fossem números absolutos (número de acidentes, sem levar em conta nenhuma outra estatística). Não se faz estatística (e muito menos política pública) com base em números absolutos, eu não vi os estudos da prefeitura sobre esse assunto, mas medidas assim precisam se pautar em porcentagem de acidentes em relação à frota ou à população ou a qualquer outro prisma.

Segundo, esse comentário sobre as sinalizações de trânsito superfaturadas só se sustentaria se não existisse desgaste natural das placas e se as placas fossem únicas (com o nome da via escrito, por exemplo). Essas placas, muito provavelmente, são feitas em quantidades enormes, com todas as velocidades impressas e estocadas, para manutenção de rotina. É válido levantar a suspeita sobre o superfaturamento dessas placas da mesma maneira que é válido levantar a suspeita sobre superfaturamento de TUDO o que é pago com dinheiro público, mas daí a dizer que essa medida específica foi feita para enriquecer os cofres de campanha de qualquer partido chega a ser até fofinho.

Por último e não menos importante, vamos falar sobre a “indústria da multa”. Pobres motoristas sofrem tanta opressão só porque conseguiram comprar seu carro e agora não podem nem andar acima do limite de velocidade permitido, não podem tomar uma cervejinha antes de dirigir, não podem usar o corredor de ônibus nem a ciclofaixa, não podem fazer uma conversão proibida (rapidinho), não podem parar em fila dupla pra pegar as crianças no colégio e MUITO MENOS GRAVAR UM VÍDEO dentro do carro (eu sei que o carro tá parado, mas a ironia foi irresistível). Se as pessoas obedecessem às leis de trânsito 3 coisas aconteceriam: 1- morreria menos gente; 2- haveria menos congestionamentos (menos acidentes, menos conversões proibidas, menos filas duplas); 3- a indústria da multa iria à falência. Portanto, se você reclama da indústria da multa, saiba que é VOCÊ que a alimenta com sua falta de educação no trânsito. Simples assim.

Aliás, querer cometer infrações de trânsito e não querer ser punido por isso não é incentivar a impunidade? Dar uma caixinha pro guarda não multar não é corrupção? Será que não é a corrupção pequena que alimenta a grande corrupção? Sobre isso, deixo esse vídeo.

Acabei de ver mais um argumento hilário para falar mal dessa medida da prefeitura: que isso vai aumentar os congestionamentos!!! Queria tanto que todos os congestionamentos fossem causados pelo limite de velocidade! Imagina só, a 23 de maio LIVRE e os carros só se segurando para não passar do limite???? Que bênção né?

De qualquer forma eu também não gostaria que a velocidade nas marginais fosse reduzida, mas não vou criar teorias mirabolantes pra justificar minha opinião egoísta sobre isso. Eu não concordo simplesmente porque sempre achei uma delícia pegar a marginal pinheiros de motoca num domingão e dar uma bela esticada. Sentir o vento batendo no rosto e ser feliz. Talvez esteja faltando um pouco disso para as pessoas.

Antes que me acusem de PTralha mensaleiro maldito: vão morder seus pais na bunda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s