Vacinas NÃO CAUSAM Autismo

Galera, isso é BEM perigoso e já estava prevendo que essa onda anti-vacinação chegaria ao Brasil mais cedo ou mais tarde. Estão compartilhando um link de um “estudo” que “mostra evidências” de que vacinas causam autismo (eu não vou reproduzir o link aqui, para não dar mais margem à história). Isso é MENTIRA e há uma ENORME diferença entre 1 estudo isolado e um consenso científico (que nesse caso, aponta para total falta de relação entre vacinas e autismo). Nos últimos 5 anos, tivemos surtos de doenças que já haviam sido erradicadas (principalmente SARAMPO, COQUELUCHE e RUBÉOLA) e CRIANÇAS ESTÃO MORRENDO por falta de vacinação. Muito MUITO cuidado com informação que vem fácil via facebook. Não estou dizendo para acreditar no que EU digo, mas procurem estudos, analisem dados antes de compartilhar. Eu sei que dá mais trabalho, e o botão “share” tá bem pertinho, mas nesse caso são VIDAS em perigo. 

A Fundação Autismo e Ciência (livre tradução minha mesmo) dedica-se à pesquisa de tratamentos e causas REAIS do autismo, e eles possuem uma página em seu site dedicada apenas ao assunto “vacinas vs autismo” onde mostram com clareza absoluta (e links para uma infinidade de artigos publicados) como NÃO há relação entre vacinas e autismo e que a MAIOR ameaça para as crianças é a FALTA de imunização!
[atualização1: no calor do momento acabei deixando de fora um link essencial – esse site mostra a contagem de casos e mortes por doenças que poderiam ser prevenidas com vacinas vs. os casos comprovados de autismo causado por vacinação
http://www.antivaccinebodycount.com/Anti-Vaccine_Body_Count/Home.html]
Quem quiser MAIS evidências, pode seguir lendo (e eu aconselho a fazer isso):
Eu venho acompanhando esses casos há alguns anos, mas as fontes que leio normalmente são em inglês, vou procurar algo em português para postar aqui. Quem não tiver dificuldade com a língua inglesa, o blog do Phil Plait, que tem um VASTO arquivo sobre o assunto, com dados de todos os estudos.
(notem que esse post é de 2008 e já fala sobre esse link que está chegando agora aqui no fb-br)
outros links do Phil Plait:
Nesse link tem a história completa de onde surgiu esse mito e mais informações sobre a segurança das vacinas. O título da matéria “Correlação não significa Causa” é algo que devemos sempre ter em mente. Não é porque duas coisas aconteceram mais ou menos ao mesmo tempo que uma foi causa da outra (como dizem os anti-vacinação, que os casos de autismo aumentaram logo depois da introdução das vacinas)
Aqui há muita informação sobre vacinas:
Por favor, compartilhem… é MUITO sério, é MUITO importante. 
Ser cético não é acreditar na primeira bobagem que “faça sentido” que publicam no facebook, isso só é ser manipulado. Ser cético é analisar dados e ver onde está o consenso científico. É saber que UM cientista não é A CIÊNCIA e que assim como em todas as profissões, existem bons e maus cientistas, por isso o consenso é MUITO importante.

[atualização2: vou postar aqui uma parte da discussão que tive com uma amiga via facebook, que acredito ter ficado bastante elucidativo – link para a imagem maior]



Anúncios

2 comentários em “Vacinas NÃO CAUSAM Autismo

  1. Estimado, comecei a ver este seu post a respeito das vacinas relacionadas com autismo e me desculpe vi um caso deste ocorrer bem perto de mim, não sei especificamente em que termos ocorreu mas acompanhei por ser uma vizinha neste então morava no Chile e seu menino de 3 anos + ou – menos tomou a vacina contra varicela e realmente desencadeou um tipo de autismo, que Atenção a vacina foi só o gatilho, aparentemente já existia uma pré-disposição, ou seja haviam outros fatores genéticos relacionados, onde junto a exposição de metais pesados que supostamente podem haver nas vacinas ocasionou este problema, sei que o menino hoje vive em um regime de alimentos bem restrito e toma medicamentos para controlar o autismo que não havia antes, o menino era normal, dentro do que se pode considerar …. Abraços

    Curtir

  2. Olá VirtualFix, jamais colocaria em dúvida um caso específico, mas posso colocar algumas questões pois já li bastante a respeito desse assunto e de muitas outras concepções equivocadas sobre ciência.A primeira delas é que muitas vezes por 2 eventos acontecerem mais ou menos na mesma época, tendemos a interpretar como causa e efeito, o que geralmente é uma conclusão precipitada. Pelo que li, inclusive nos portais das instituições que pesquisam sobre o autismo, é que a doença se manifesta mais ou menos na idade em que a criança deve tomar a vacína tríplice, mas que mesmo com a vacina, a condição JÁ existia e se manifestaria da mesma maneira. A questão dos metais pesados, que você citou, é mais uma lenda urbana do que um dado concreto. Para dar mais peso à história de que vacinas não são seguras, algumas pessoas começaram a espalhar esse mito de que algumas delas contém mercúrio, uma substância banida pela Organização Mundial da Saúde (portanto, não pode estar presente em nenhum medicamento, principalmente em vacinas que fazem parte de políticas de saúde pública do governo de grande parte dos países). Sei que parece tentador afirmar que há uma relação de causa e efeito nesse caso, onde uma criança aparentemente normal desenvolve uma doença incurável (note que o autismo também não tem cura, ao contrário do que dizem os detratores da vacinação, que alegam que uma dieta livre de glútem pode curar o autismo). Desde a publicação do primeiro artigo, do Dr. Wakefield, DIVERSOS estudos independentes no mundo todo tentaram (e ainda tentam) encontrar essa relação de causa, completamente sem sucesso.Dê uma lida nesse cartoon, que mostra, de forma resumida a história do começo desse boato e quem anda lucrando com ele. http://darryl-cunningham.blogspot.com.br/2010/05/facts-in-case-of-dr-andrew-wakefield.htmlSe quiser pesquisar mais a fundo, dê uma lida em alguns desses links (ou pesquise no google mesmo e veja por si só que o consenso científico é de que não, vacinas NÃO causam autismo, em hipótese alguma)O primeiro link é do CDC (órgão do EUA responsável pelo controle de doenças)http://www.cdc.gov/vaccinesafety/Concerns/Autism/Index.htmlNational Geographichttp://news.nationalgeographic.com/news/2013/07/130716-autism-vaccines-mccarthy-view-medicine-science/Jornal Inglês Hunfington Post noticiando que o artigo do Dr. Wakefield é fraudulentohttp://www.huffingtonpost.com/2011/01/05/vaccine-autism-study-report_n_805036.htmlMais um artigo sobre o Dr. Wakefield – nesse blog voce pode encontrar vários outros posts a respeito, apenas digite “vaccines” no campo de busca e vai ver bastante informação BEM útilhttp://www.slate.com/blogs/bad_astronomy/2013/04/14/vaccine_and_autism_uk_measles_outbreaks_and_andrew_wakefield.htmlE por fim, um resumo de todos os mitos que foram espalhados sobre vacinação:http://www.dangeroustalk.net/a-team/VaccinesEspero que tenha ajudado de alguma forma.Grande abraço,Thiago

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s